Euroclub: Nossas previsões para o Eurovision 2016

maio 7th, 2016 | by Filipe Lima
Euroclub: Nossas previsões para o Eurovision 2016
Euroclub
1

Olá novamente, pessoal!

Sim! Como prometido, o Euroclub já está de volta – menos de 24 horas depois de sua estreia.

E retorna com uma das brincadeiras prediletas da equipe do ESC12points! É a hora em que a gente tenta bancar o vidente e adivinhar quem pode vencer o Eurovision – ou, como chamamos internamente, “a hora da Mãe Dinah”.

Com uma diferença: se os seres humanos “normais” têm a Mãe Dinah, nós, eurofãs, temos a Mãe Dinah Nah!

mae-dinah-nah
Com cabelo rosa, cantando Make Me (La La La), e tudo mais!

As regras são simples. Cada um de nós precisou prever quem vai ganhar o Eurovision 2016 usando somente a razão, e deixando o coração de lado – nada de misturar preferências pessoais. Eu, por exemplo, tenho Irlanda e Israel como os meus dois favoritos de 2016. E nem por isso coloquei um deles na minha previsão – porque, apesar de amar as duas canções, sei que elas têm chances reduzidas de conquistar o troféu deste ano.

Cada participante listou, em seus palpites, os dez concorrentes que eles imaginam ter mais chances de vencer a atual edição do festival – ordenando-os por critério de favoritismo, no esquema que todos nós, eurofãs, estamos acostumados (12 pontos para o primeiro lugar, 10 para o segundo, e assim por diante). Depois, somamos os pontos de todos nós, para ver quem é o grande favorito de acordo com a equipe do ESC12points como um todo.

Neste ano, aceitaram participar da brincadeira os nossos editores Dave, Fefe, Marcos, Nanda e Neto, eu (obviamente) e o nosso amigo e correspondente dinamarquês Andreas – que inclusive já participou de outras edições das nossas previsões (além de ter colaborado com o Ranking ESC12points de 2016).

Vamos ver o que dizem as bolas de cristal da nossa turma?

 

Andreas

12 Rússia
10 Austrália
8 França
7 Sérvia
6 Azerbaijão
5 Ucrânia
4 Croácia
3 Armênia
2 Islândia
1 Malta

Eu suponho não estar sozinho nisto: este ano é extremamente difícil de prever. A Rússia parece ser o vencedor óbvio, mas o que pode vir em seguida nas outras nove vagas do top ten? Além do belo radio-friendly Amir da França, prevejo muitas vozes femininas, cada uma com sua canção singular. Delas, creio que a Austrália possa ser a maior ameaça.

Sergey Lazarev

 

Dave

12 Rússia
10 Austrália
8 França
7 Croácia
6 Armênia
5 Noruega
4 Letônia
3 Bulgária
2 Itália
1 Azerbaijão

Está tão difícil brincar de Mãe Dinah este ano! Qualquer um entre os cinco últimos lugares do meu top ten poderia ser substituído por Espanha, Malta, Chipre, Suécia ou Islândia – você escolhe qual trocar. Eu tenho poucas certezas: 1) A Armênia vai ficar bem alto na tabela, porque sempre tem uma música super hipster que se dá bem, mesmo sem a gente entender como; 2) A Croácia vai ocupar a vaga de “país aleatório que manda música boa e acaba muito bem” (vide Holanda 2014Letônia 2015); 3) Preferiria dizer que a Austrália vai ganhar, porque (mesmo com o argumento de “Eles não são da Europa!” contra) é o único país que tem vontade ($$$) de sediar o evento E pode garantir uma sede amigável para todo mundo no ano que vem; 4) Mas, em 2014, duvidei da vitória da Conchita (“Gente, ela é da Áustria!”); no ano passado, duvidei da vitória do Måns (“Gente, a Suécia ganhou há muito pouco!”), e, este ano, duvido da vitória da Rússia… então, vai dar Rússia.

sergey-lazarev-2

 

Fefe

12 França
10 Rússia
8 Austrália
7 Ucrânia
6 Malta
5 Suécia
4 Armênia
3 Letônia
2 Itália
1 Espanha

O meu ranking não faz muito sentido de colocar a Rússia em segundo, eu sei. Mas algo lá no fundo me diz que a França tem muita chance de vencer – eu até queria esperar o ensaio, mas temos deadline, né? Hehe. Acredito que Austrália e Ucrânia vão fazer bonito tanto no televoto quanto no júri, assim como a Suécia será overrated em 2016. Letônia eu acredito que não fica no top ten, mas me deixem sonhar?

Amir

 

Filipe

12 Rússia
10 Austrália
8 Noruega
7 Islândia
6 França
5 Sérvia
4 República Tcheca
3 Ucrânia
2 Polônia
1 Armênia

Sendo bem sincero: eu não consigo ver nenhuma canção deste ano como vencedora. Nenhuma! Nenhuma delas me permite imaginar, daqui a alguns anos, eu a ouvindo e falando “Olha! É a música que ganhou o Eurovision em 2016!”. Mas, como o festival não pode acabar em W.O., e alguma canção tem que ganhar, o meu palpite é a Rússia. A meu ver, a Rússia tem o melhor conjunto artista-canção-apresentação do ano – disparado. Há quem acredite que a EBU não gostaria de ter um Eurovision realizado em um país que tenha claros problemas com homofobia, e faria de tudo para evitar um triunfo russo. De verdade? Duvido. A Rússia tem dinheiro para fazer um excelente Eurovision. E se o público cativo do festival se negar a ir a Moscou, há população suficiente na Rússia para lotar a arena. Se foi possível em Baku há alguns anos, Moscou não será problema.

Sergey Lazarev

 

Marcos

12 Rússia
10 Austrália
8 Ucrânia
7 França
6 Azerbaijão
5 Itália
4 Islândia
3 Suécia
2 Armênia
1 Bulgária

Nada nem ninguém pode tirar a vitória da Rússia. A movimentação nas casas de apostas está maior sobre Sergey do que sobre a Eurocopa. Austrália, embora ainda não me convença, convenceu a Europa. Ucrânia pode ser terceiro ou segundo, mas acho que dobradinha soviética não rola, então terceiro. Suécia e Islândia dividirão o meio do top ten, embora ambos não mereçam. Mesma coisa para França e Itália, porém esses merecem. Difícil decidir as duas últimas posições entre Armênia, Bulgária, Sérvia e Bielorrússia [sorry, Ma, sem “Belarus” no Euroclub, haha]. Mas acho que o ruivo roqueiro fica de fora.

Sergey Lazarev

 

Nanda

12 França
10 Rússia
8 Ucrânia
7 Holanda
6 Bulgária
5 Austrália
4 Islândia
3 Itália
2 Croácia
1 Israel

Eu não escondo de ninguém que a França é minha favorita este ano. Então sim, acho que pela primeira vez verei o meu favorito ganhar. Por mais que as apostas recaiam todas sobre a Rússia (e sua performance over the top), realmente acho que a simplicidade da França (e sua música totalmente oposta à do Sergey) por arrebatar a Europa. Seria uma virada interessante no perfil de vencedores também. E importante dizer: nenhum ano foi tão difícil desenhar esse top ten.

Amir

 

Neto

12 França
10 Islândia
8 Ucrânia
7 Itália
6 Rússia
5 Austrália
4 Áustria
3 Chipre
2 Estônia
1 Letônia

Acho que esse ano deveria ser da França pelo simples motivo de que eles finalmente mandaram algo decente pro festival. Mentira: o Amir é um pedaço de mau caminho e isso deve ser recompensado. Greta e Jamala também têm músicas fortes e acredito que consigam um top five, assim como o Sergey pela Rússia. Coloquei a Itália em quarto mas não me importaria se ela vencesse. Menções honrosas para a ótima surpresa cipriota e para a fofura austríaca.

Amir

 

Resultado final

Curioso notar que somente a Rússia, a França e a Austrália foram citadas por todos os participantes – e somente Sergey Lazarev e Amir ficaram com primeiras colocações.

previsoes-2016

E você: quem você acha que vai ganhar o Eurovision 2016?

Jornalista por vocação e formação, bancário por bolso e sanidade. É fã de Eurovision desde as Afro-Dite, em 2002. Assistiu in loco à final de 2014, em Copenhague, e a todas as noites (inclusive as de júri) do festival de 2015, em Viena. O coração dele (quase) sempre bate pelos vizinhos Itália e Eslovênia.

Comments

comments

One Comment

  1. JEFFERSON LAMAS MACARONEL says:

    Eu sei que vou ser chamado de burro, kkkkk, mas eu queria que ou o Chipre, Áustria, República Tcheca, Alemanha ou Bélgica vencessem este ano (Na verdade eu queria a Irlanda, mas isso é impossível, já estou com medo que não irão a final), mas acho que a Rússia ou a França vencerão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *