Reino Unido 2016: Vocês não estão sozinhos

abril 21st, 2016 | by Antonio Neto
Reino Unido 2016: Vocês não estão sozinhos
Análises 2016
1

Olá ESC12points!

Chegou o meu último dia nas análises desse ano. É triste, mas tudo acaba. Pra encerrar as análises que ficaram comigo, vamos falar de um membro cativo do festival.

O Reino Unido deu as caras pela primeira vez no Eurovision em 1957, na segunda edição da história do festival. Reza a lenda que eles participariam da primeira edição, mas perderam o prazo de inscrição. Cadê pontualidade britânica, minha gente? Enfim…tirando 1958, quando o país não participou, o Reino Unido sempre esteve presente no festival, sendo um dos maiores vencedores do certame, com cinco vitórias no total (1967, 1969, 1976, 1981 e 1997). Porém, nos últimos anos, está sendo difícil para os britânicos conseguirem um lugar no topo da tabela.

Em 2014, o duo Electro Velvet bem que tentou ser diferente com a batida retrô de Still in love with you e as roupas com neon, mas não conseguiu nada além da 24ª colocação. Esse ano a história não parece ser diferente…

Para a edição desse ano, a BBC escolheu seu representante através do programa Eurovision: You Decide, onde seis artistas disputaram o voto do público. Os vencedores foram a dupla Joe and Jake, com a canção You’re not alone.

Reino Unido

Joe Woolford é galês. Jake Shakeshaft é inglês. Ambos têm 20 anos e participaram da quarta edição do programa The Voice UK, onde Joe chegou até a semifinal e Jake deu adeus à competição na fase de knockouts. A amizade dos dois surgiu no programa e, algum tempo depois, apareceu a oportunidade de tentar representar o Reino Unido no Eurovision. E deu certo.

You’re not alone, a música britânica da vez, é bem diferente do que o país vem apresentando nos últimos cinco anos, o que é bem interessante, considerando o retrocesso do país nesse período. O único problema é que a música acaba sendo mais do mesmo. Veja bem, não é uma música ruim. Pelo contrário, é surpreendente que os súditos da rainha tenham quase acertado na escolha. Mas nada de se iludir que é algo fenomenal. Shine a little light teria sido uma opção bem melhor para o país.

A apresentação na final nacional foi bem básica, mas a música nem pede muita coisa. Talvez essa simplicidade na apresentação acabe sendo um ponto positivo pra eles. A torcida é pra que eles melhorem os vocais, que estavam bem estranhos em algumas partes da música.

Ficadica: Música divertida, uma das melhores que o país mandou nos últimos anos.

Whatever: Não consegue se encaixar como favorita. Os vocais também podem prejudicar.

Nota: 7,5/10

Ranking ESC12points: 34º lugar

Nota ESC12points: 6 (maior nota: Nanda, 8; menor nota: Andreas e Dave, 4)

Arquiteto, gordo e um terceiro continente a sua escolha. Tenho uma tara secreta pela Islândia que ninguém (incluindo minha pessoa) entende. Conheci ótimos artistas graças ao Eurovision e sonho que vários deles apareçam um dia no festival. Ou que pelo menos tentem.

Comments

comments

One Comment

  1. Matheus Gomes says:

    Não adianta, eles internalizaram que Eurovision é uma bobagem e apenas não ligam para o que acontece… apenas os diretores jurássicos da BBC fazem questão de participação do britânica do festival.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *