Espanha 2016: hello, hello, mister Chorovision!

abril 19th, 2016 | by Fefe Barreto
Espanha 2016: hello, hello, mister Chorovision!
Análises 2016
3

Olá, caros leitores do ESC12points!

Chegou a hora de dizer adeus… Mentira, vocês ainda vão ter que me aturar bastante por aqui! Hehehe! Esta é a minha última análise do ano, mas é a primeira do Big 5, então aguarde que teremos mais surpresas e revelações *boom*!

No mais, agradeço de coração a todo o carinho e audiência que foi dada a nós do ESC12points! Estamos muito felizes e gratos por todos os comentários e o sucesso que foram as análises de 2016. Vocês foram show!

driver_like

Agora, sem mais enrolação. É hora de conhecermos mais sobre o que a Espanha trouxe para o Eurovision em 2016!

A Espanha no Eurovision

Participações: 55 (todas nas finais)
Primeira aparição: 1961 (com Conchita Bautista, Estando Contigo)
Melhor resultado: Campeã (1968, com Massiel, La La La; 1969, com Salomé, Vivo Cantando)
Pior resultado: Último lugar (1962, 1965, 1983 e 1999. Detalhe: três dos quatro últimos lugares foram com NULL points).

E no ano passado, o que teve?

Teve iê-iê-oh, teve Thomas G:sson, teve Giuseppe di Bella, teve Edurne, e teve choro no palco! Mas nada disso adiantou, e a Espanha flopou mais uma vez com Amanecer, música que viria se tornar tema de La Vuelta (a competição de ciclismo mais importante do país e uma das mais importantes do mundo). Ela prometia a vitória, mas ficou apenas no 21º lugar.

Quem é Barei?

barei_01

Bárbara Reyzábal González-Aller, a Barei, nasceu em 29 de março de 1982 em Madri, capital espanhola. Sua carreira começou aos 16 anos, quando ela gravava covers de músicas da Christina Aguilera e da Laura Pausini. Ela participou de um festival chamado Benidorm International Song Festival em 2001 em uma dupla chamada Dos Puntos, onde conseguiram a vitória. Depois disso, ela foi para Miami para gravar demos. Em 2011 ela lançou seu primeiro álbum, Billete Para No Volver e alguns singles em inglês. Seu segundo disco, lançado em 2015, chama-se Throw The Dice, onde ela gravou todas as canções em inglês. No mesmo ano, elatambém compôs para artistas como Malu e Edurne.

Seleção do Artista

Através do Objetivo Eurovisión, final nacional que aconteceu no dia 1 de fevereiro onde Barei competiu contra outros cinco candidatos (Xuso Jones, Maverick, Salva Beltrán, Maria Isabel e Electric Nana). Ela venceu a competição com 114 pontos, com uma canção 99% em inglês (mas aquele 1% é culpa da TVE).

Video de Say Yay!

Minha reação ao escutar Say Yay! pela primeira vez…

spain

 Quando ouvi a música antes da NF

giphy

Quando a música ganhou a NF

ANÁLISE

barei_03

Pra falar de Say Yay, bastam dois tópicos: primeiro, a polêmica envolvendo a canção, só por ela ser em inglês, vinda de um país que é ultranacionalista, e não quer largar os velhos costumes em prol do orgulho em ser espanhol… Pois é, pior que eu já conheço essa história (Alô Portugal). Segundo, é a canção em si, se ela tem chances de ir bem no Eurovision.

Sobre o primeiro tópico, eu acho super simples explicar, mas parece que tem alguns eurofãs que não querem entender: não é o idioma que faz a diferença, e sim a qualidade da canção. Quédate Conmigo e Dancing In The Rain pegaram top 10 por que são ótimas, independente do idioma delas. Não é por causa da língua em que ela está sendo apresentada que as chances de vitória da Espanha aumentam. É isso que a TVE tem que abrir o olho e aprender, para todo o resto de sua vida eurovisiva… Mas o principal é de tudo é isso: as músicas tem que soar mais internacionais e menos voltadas ao público local.

Bom, o grande trunfo da Barei não é apenas falar bem inglês, mas ter uma canção bem internacional, digamos assim. Meu pai ouviu essa música pela primeira vez, e ao perguntar o país, eu respondi “Espanha”… Ele ficou com uma cara de interrogação gigante, e até duvidou do que eu estava falando. É isso que a TVE tem que aprender: a música que a Espanha tem que levar ao Eurovision tem de ser boa e soar um hit em toda a Europa, e não só na Espanha, sabe? Nesse aspecto, ponto pra Say Yay, que é a cara do verão europeu e tem tudo pra ficar nas paradas depois do festival.

A performance e presença de palco da Barei são promissoras, e a coreografia que ela quer levar para Estocolmo é super divertida e animada – mas, para aqueles eurofãs das antigas como eu, tenho que dizer que ela não é nada original, viu?

funny-feet

Kurt Calleja já trouxe esse passinho antes hein?

Err… Voltando: a Espanha tem tudo para conseguir um resultado satisfatório em Estocolmo… É possível um top 10, ainda mais com a campanha forte da Barei visitando vários países e pré-parties, ganhando a simpatia da galera (e virando BFF do Hovi Star, a melhor pessoa desse Eurovision!). Mas a tão sonhada vitória, que os eurofãs espanhóis sonham e imploram, ainda não virá em 2016 #chorovision. Apesar do ano mediano, existem propostas mais fortes que a da Espanha na competição… E dependendo da posição que ela pegar na final, pode muito bem passar em branco também (por exemplo, uma posição bem no inicio do show). Sabe quando a música tem qualidade, mas pra tirar o 10 faltou pouco? Pois é, Say Yay tem esse problema. A música também não tem muito a cara do júri, porém ano passado o Mans provou a todos que música pop pode ser votada pelo júri sim, então nos resta aguardar.

Vale lembrar: a presença de palco da Barei é ótima, sua voz é boa ao vivo e a sua simpatia cativou os eurofãs.
É melhor esquecer: qualquer chance de vitória pros espanhóis. Fica pra próxima!

Nota da Fefe: 8,5/10
Ranking ESC12points: 15º lugar
Nota ESC12points: 7,5 (maior nota: Nanda, 9; menor nota: Marcos, 5,5)

Uma jornalista de formação, mas bancária de profissão, e que ama o ESC desde 2004. Exagerada e ansiosa, tipica sagitariana que nasceu no ano da vitória de Celine Dion, que tem como um de seus campeões favoritos o contestado Dima Bilan em 2008. Portuguesa de sangue, sempre torce por uma final para seus patrícios; mas também é sueca de coração e alma.

Comments

comments

3 Comments

  1. JEFFERSON LAMAS MACARONEL says:

    15º? eu esperava que essa musica seria 1 ou 3 do ESC12Points! Mas foi ótima a analise, eu acho que o 1 de vocês ficará com o Amir (Infelizmente), mas fico no aguardo do 3 entre os países faltantes (Bulgária, Alemanha e Itália), por que o Reino Unido, kkkkkkkk, sqn.

  2. JEFFERSON LAMAS MACARONEL says:

    Corrigindo o que eu escrevi antes, as posições 1 e 4, a 3 é da Rússia.

  3. Matheus Gomes says:

    Eu posso estar enganado, mas acho que cantar em inglês abriu portas para a Barei, sinto a Espanha recebida de braços abertos, pela mídia e nos eventos.. não pode ser apenas simpatia, pois outras espanholas também foram simpáticas (bem poucas, né? kkk)

    Enfim, gosto dessa coisa fresh, jovem, que a Barei nos apresenta… sua a voz é ótima!

    O que me preocupa é o stage mesmo, os passinhos são fofos para uns e bregas para outros.. e no geral, a Espanha não tem acertado, não é verdade?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *