Bulgária 2016: Oh, me dê amor! Ou qualquer emprego na EBU…

abril 22nd, 2016 | by Marcos Paulo
Bulgária 2016: Oh, me dê amor! Ou qualquer emprego na EBU…
Análises 2016
1

Bulgária no Eurovision

Ao longo de 9 participações, a Bulgária conseguiu para si a reputação de país coletor de resíduos sólidos do ESC, uma vez que:

2005 – LIXO
2006 – LIXO com travesti de barba loira.
2007 – PQP ELITSA E STOYAN QUE DÁ HORA!
2008 – LIXO
2009 – LIXO
2010 – LIXO, mas com nudez dorsal.
2011 – LIXO que eu mesmo analisei e acreditei que seria bom.
2012 – LIXO
2013 – PQP ELITSA E STOYAN DE NOVO, QUE D… Oh, wait… LIXO

 

poli_genova_1-4Bulgária em Estocolmo

Já te vimos antes, sua demônia!

Em 2009, Poli tentou seu passaporte eurovisivo com One Lifetime is Not Enough, que terminou vice na final nacional, mas arrancou lágrimas de Beyoncé, a Rainha Mundial Illuminati. Chora, Bionça!

Também já aturamos vimos Poli em ação em 2011 com Na Inat, canção que eu mesmo analisei para o ESC12points e dei nota 9, só pra depois ver essa louca correndo pelo palco e flopando na semi. Em 2015, dizem que ela apresentou o Junior Eurovision com a mesma naturalidade que Ruth Lemos, coisa que não posso confirmar, já que pra mim JESC non ecsiste, é uma mentira coletiva fantasiada por pedófilos europeus.

 

Ficha Técnica

Letra: Borislav Milanov, S. Arman, J. Persson, Poli Genova

Confira a letra aqui

Composição: Borislav Milanov, S. Arman, J. Persson

Videoclipe aqui / Ao vivo aqui

Captura de Tela 2016-04-22 às 23.47.26

Analisando o crime de responsabilidade da Bulgária

A musica já começa mostrando a que veio com o Alvin e os Esquilos reclamando de dentro de uma garrafa. E você pensa: lá vem lixo de novo!

Mas não é o que acontece! O piano faz sua parte e o pop a la anglaise te leva enquanto você tenta ignorar o sotaque horrível na voz deliciosa da Poli. Até que há uma pausa de suspense seguida do esperado refrão, e você imediatamente chega à única conclusão possível: estamos diante da melhor entrada búlgara de todos os tempos. Sim, chupa Stoyan!

Embora a letra seja uma catástrofe sem qualquer sentido, o refrão é simplesmente brilhante. Uma melodia muito cativante e um primoroso instrumental, caprichado na escolha de instrumentos e samples, com pegada moderna e que consegue ser hipster sem ser barbudo fã de vinil.

Videoclipe

Você conseguiu entender alguma coisa? Eu também não. Mas o que importa é que a Poli tá bem mais gatona que em 2011…

Déjà Vu

Vamos brincar de déjà vu com os leitores? Ou seja, fingir que ninguém percebeu que eu não sei o que colocar aqui e estou atrasado pra sair? Participem! Digam alguma canção eurovisiva que lembra esta no final do comment de vocês.

 

Que maravilha! Poli sabe fazer ao vivo, é a participante mais familiarizada com o mundo eurovisivo deste ano, bem como Kaliopi, e juntas essas cantoras pra lá de piradas devem arrumar muita confusão!

Que dureza! A Bulgária, além do histórico de lixos enviados, vem de uma ausência de 2 anos, e toda ausência sempre trás um certo gelo a ser quebrado. Somado ao fato de que, se até anteontem, Poli se apresentaria logo após a palhaçada romena, agora Poli vem logo em seguida de outra loira, de voz calma e canção mid tempo: a Eslovênia. A chance de uma anular a outra é considerável.

Nota do autor:

Letra: 0/2
Voz: 2,5/3
Instrumental: 3/3
Ao Vivo: 2/2
Total do autor: 7,5 , mas com vontade de 9,5. Seria assim se a letra não fosse o verdadeiro crime dessa música.

Ranking ESC12points: 16º lugar

Nota ESC12points: 7,5 (maior nota: Matheus, 9; menor nota: Dave, 5)

 

hqdefaultPelo bem do bom gosto, pelo fim da corrupção da diáspora, pelos ouvidos caninos que são mais sensíveis que os nossos, eu voto SIM pelo impedimento da Romênia no ESC16!

Ele não anda, ele desfila. Cheio de carisma, bom-humor e sensualidade, Marcos é webdesigner, assessor público e trader de importações.

Comments

comments

One Comment

  1. Rafael says:

    Acho essa música muito boa! Na minha opinião, ela merece no mínimo ir para a final e pegar um top 10. Eu acho que ela tem sons bem contemporâneos e é bem produzida. Em algumas partes, como no começo e na segunda parte do pré-refrão, ela me lembra levemente os ritmos/alguns samples de Sorry do Justin Bieber, e talvez essa seja uma das razões para eu a considerar tão radio-friendly.

    Além de ter uma boa música, a Poli canta relativamente bem e me parece bem carismática no palco, além de que eu acho que esse ano o júri não vai fazer como em 2012 e 2013 e tirar a Bulgária da final. O que mais me preocupa mesmo é o stage… mas bom, vamos ver dia 12/05. Eu sei a benção da Loreen essa música já tem hahahaha

    Mudando de assunto, queria dizer que achei muita sacanagem a EBU ter feito isso justamente faltando pouco mais de duas semanas para o início do Eurovision. Não negando que a TVR não tem culpa por ter ido acumulando o débito e que a EBU não tem o total direito de exigir que a TVR pague suas dívidas, mas a EBU deveria ter feito isso ou antes de começar a Selecția Națională ou depois do Eurovision. O Ovidiu já tinha tentado quatro vezes representar a Romênia e quando ele consegue, acontece isso… que coisa não? Acho que seria justo deixar ele se apresentar do mesmo jeito que a Anna Book pode se apresentar no Melodifestivalen, mas eu sei que isso dificilmente vai acontecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *